Pilates para homens que treinam pesado

Pilates para homens que treinam pesado. Será que tem efeito?
Como praticante, pesquisador, treinador e instrutor do método Pilates, possuo vários
depoimentos de homens que pegam pesado em esportes radicais e praticam alguma arte
marcial e, inicialmente, subestimaram o método Pilates com algumas frases do tipo:
“Pilates é fácil”, Pilates é só alongamento e respiração”, “Pilates é para mulher”, e logo
se surpreendem. A primeira frase que mais ouço logo no começo da aula é: “NUNCA
EU FIZ TANTA FORÇA EM MINHA VIDA!”. Incrível, não? Sabe por que isso
acontece? Vem comigo, que no caminho te explico.

A base do método Pilates consiste em movimentos, dentre alguns que podemos citar:
Calistenia e artes marciais. Ambos visam buscar a realização de gestos utilizando o seu
próprio peso corporal, dentro dos eixos biomecânicos. Além disso, a composição
corporal do aluno, como peso e altura, por exemplo, irá biomecanicamente intensificar o
exercício e poderá ficar mais difícil do que você imagina.

Os exercícios de solo no Pilates

Começarei abrangendo sobre uma de minhas paixões dentro do método Pilates, que são
os exercícios de solo. Joseph, em sua genialidade incomparável, não nomeou seu
método inicialmente de contrologia por acaso.

Quando realizamos os exercícios de solo, como sempre digo para meus alunos, “o maior
desafio é superarmos a nós mesmos”. Essa frase traduz bem o que sentimos durante
uma excelente execução dos exercícios de solo. Isso porque nossos eixos de desafio
biomecânico estão claramente definidos por nossa estrutura versus a ação da gravidade
que irá agir sobre os braços de alavanca em cada exercício que nos desafiará ao máximo
pelo constante equilíbrio de forças e controle sobre nosso próprio corpo, que muitas
vezes insiste em não nos obedecer, não é mesmo?

Brinco com meus alunos, dizendo: “Se não tremeu… está errado”. Claro que cada aluno
executa o movimento respeitando o limite de segurança para evitar lesão e aproveitar ao
máximo do exercício, sem que haja compensação. Para isso a leitura do movimento que
realizo com meus alunos é uma importante ferramenta. Um corpo estático pode até
“enganá-lo” em uma avaliação, mais um corpo em movimento, jamais!

Isso mesmo que você entendeu, a contrologia, mundialmente conhecida como o método
Pilates, é uma modalidade intensa, que exige muita força, controle e superação, tudo em busca
do perfeito equilíbrio entre corpo e mente. Nada está sobreposto a outro, e sim
em busca de um perfeito equilíbrio.

Devido ao conhecimento da biomecânica, associados a anatomia e cinesciologia, os
exercícios do método podem ser adaptados (mecanismos que irão facilitar a sua
execução) para condicionar o aluno, para que ele evolua até realizá-lo em sua forma
completa. E por que não dizermos… complexa, não é mesmo?

Pilates e lutas

Sem sombra de dúvidas, a contrologia (Pilates) é sim para homens também,
principalmente para os que treinam pesado e praticam esportes radicais e lutas como
MMA.

Vou dar um exemplo simples relacionado a arte marcial MMA, e o que precisa
acontecer para se ter êxito. Além disso, vou mostrar como o método Pilates pode
contribuir com a melhora do desempenho da mesma. Mas antes, irei citar alguns dos
golpes mais conhecidos e usados que os atletas utilizam para atingir o adversário. Veja
abaixo:

– Direto: Muito conhecido no mundo da arte marcial, sendo um golpe frontal com o
punho “serrado”, que está atrás na guarda. Um golpe que,, sem dúvidas é muito rápido e
forte.

– Cruzado: Tão potente e conhecido quanto o Direto, mas se difere, pois o alvo é a
região lateral da cabeça do adversário. O cruzado possui o término de seu movimento
com braço esticado, ou seja, é um golpe super forte.

– Ground and Pound: Um golpe que é caracterizado quando um lutador fica por cima de
seu adversário (montada) e praticamente finaliza o combate com socos diretos na região
da face do adversário.

– High Kick: Golpe também utilizado em algumas artes como: Karatê, Kickboxe e
Muay Thai, sendo conhecido como chute alto, no qual o alvo é a lateral da cabeça do
adversário. O golpe termina com a perna esticada, podendo atingir ao adversário com os
pés ou canelas na parte frontal ou lateral da cabeça.

Sabe o que esses golpes tem em comum? O princípio milenar do ensinamento de que a
forma para se atingir potência e eficiência em sua execução parte do início de uma base
sólida, na qual seu ensinamento está em visar a força, iniciando no centro de nosso
corpo para as extremidades.

Ele inicia com a ativação dos músculos da região do centro de nosso corpo (músculos
localizados na região de nosso tronco) e por via de ação conectiva chega até as
extremidades (braços e pernas). Nossos músculos agem em conexão em cadeia. Nosso
corpo trabalhando como um todo, em unidade, é muito mais funcional, ágil e forte, do
que um corpo que trabalha de forma “blocada”, isolada”. Esse é um importante
ensinamento no método Pilates transmitido a seus praticantes.

Viu só a ligação direta, que contribui para que o método Pilates promova a melhora do
desempenho desses atletas? Mas não é somente isso. O método é rico em movimentos
conscientes e que visam atender as necessidades de cada corpo como um todo, evitando
lesões geradas por desequilíbrios musculares e excessos de tensão em regiões
inapropriadas devido a própria prática da modalidade exercida. Sem falar de todo o
fortalecimento da região de cervical.

Afinal, como sempre dizemos: “ninguém entra no tatame e só bate”.
Então o corpo deve estar preparado para os desafios e, principalmente
a região cervical. Já pensou no impacto que essa região sofre? Então é de suma
importância protegê-la com exercícios apropriados, e isso o método Pilates atende com
excelência.

Tanto nos golpes dados com os membros superiores como com os membros inferiores,
a região de tronco tem que estar livre e forte, visto que estão em conexão direta e não
isolada. Já notou o movimento realizado por um atleta no momento de atingir um golpe
com os membros inferiores em seu adversário, como o High Kick? O tronco responde e
precisa ter torção segura para contribuir e gerar força para o golpe.

Sendo assim, podemos pensar em todo o preparo da região do tronco e proteção da coluna. Advinha
qual o método que ficou mundialmente conhecido por ser extremamente eficaz, tanto na
prevenção como reabilitação de coluna? Isso mesmo: o Método Pilates. Com seu vasto
repertório de exercícios que promovem todos os benefícios para que a nossa coluna seja saudável, e para ela ser saudável, precisa ser preparada para realizar todos os movimentos, em todas as direções de forma segura e eficaz.

Concluindo de maneira objetiva, independente da modalidade de arte marcial que você
pratique, ou de quanto pesado você pega em seus treinos, o método Pilates irá torná-lo
apto a se mover de maneira livre, segura e eficaz, com exercícios que irão te desafiar de
uma forma que você jamais imaginou. Para finalizar, apresento, para quem não conhece,
mais uma frase de Joseph Pilates: “É estar presente, concentrado e não distraído. É a
mente que esculpe o corpo”. Acredito que agora você entende perfeitamente essa frase.
Bem vindo à contrologia, muito prazer: isto é o método Pilates.

Matéria escrita por:
@caiorazeck (instagram)
Prof. Ms. Caio Cezar
Mestre em ciências do envelhecimento
Pesquisador cientifico ligado aos aspectos biológicos e funcionais do envelhecimento
Treinador do método Pilates pela empresa Voll Pilates Group
Criador e coordenador do curso: Pilates aplicado aos idosos pela Voll Pilates Group
Formação no método Pilates : Clássico, Contemporâneo, Pilates aplicado à Gestantes,
Pilates alicado à hérnia de disco.
Formação em Calistenia
Formação em Suspensus
Possui artigos científicos e capítulos de livros relacionados a temas como: saúde,
qualidade de vida, exercício físico, envelhecimento e o método Pilates.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *