Planos longos no Pilates

Por que implantar planos longos? A resposta é simples: para aumentar a sua taxa de retenção, conseguir se organizar financeiramente e planejar ações futuras. Os planos de longa duração (trimestrais, semestrais, anuais) aumentam o nível de comprometimento do cliente, não apenas com o estúdio, mas com ele mesmo, com os resultados que está buscando. Ou seja: eles garantem que o estúdio tenha uma receita fixa, diminua as taxas de cancelamento e fidelize os alunos.

Jorge Vieira é Fisioterapeuta, profissional de Educação Física, sócio-diretor da Qualtius Saúde, professor universitário há 13 anos e mestrando em Administração. Além disso, ele está à frente de diversos cursos na área da gestão. Hoje, ele nos apresenta três estratégias para implantar o plano longo em um estúdio de Pilates. Segundo ele, uma estratégia adequada na forma de vender e escolher os planos, pode fazer muita diferença no estúdio de Pilates. Acompanhe abaixo as orientações.

Vantagens e desvantagens 

Planos curtos (mensal)

Vantagens: em geral tem o valor da hora/aula maior, aumentando bem o faturamento nos meses de boas vendas, nos meses de alta.
Desvantagens: todos os meses temos que refazer a venda para o nosso cliente, aumentado a chance de rotatividade e evasão.

Planos longos 

Vantagens: é uma venda a longo prazo, que dura de 3 a 12 meses. Gera uma previsibilidade nas receitas e melhor organização financeira. Além de maior probabilidade de atingir os objetivos terapêuticos, pois vamos ter um tempo maior.

 Desvantagens: geralmente o valor da hora/aula é menor, o que minimiza o ticket médio do seu cliente.

 Diante da analise das vantagens e desvantagens, nossos estúdios de Pilates funcionam cerca de 93% com os planos longos (semestral ou anual). Como na maioria dos negócios, existem sazonalidades, os longos ajudam a fidelizar os clientes, proporcionando uma receita mais estável, principalmente nos meses de baixa.

 Acredito que consistência de bons resultados durante todos os messes do ano, seja mais satisfatório do que resultados excelentes em alguns meses.

 3 estratégias para implantá-los:

1: após calcular o preço a ser cobrado pelo Pilates mensalmente, que garanta uma margem de lucro satisfatória, esse valor deve ser o do mais longo, como por exemplo o plano anual. A partir dele, ocorre um acréscimo gradativo nos valores, até chegar ao maior, que é plano mensal.

Cuidado ao dar descontos para os planos longos e acabar comprometendo seu negócio e a margem de lucro. O valor do plano logo deve ter uma margem de lucro satisfatória.

 2: mostre as vantagens dos planos longos para o cliente, tanto as financeiras, quanto as terapêuticas. Isso facilita as vendas. Lembrando que toda negociação deve ser uma via de mão de mão dupla, sendo bom para os dois.

 3: para quem só trabalha com planos mensais e quer implementar os planos longos a dica é fazer reajustes do plano mensal, usado o valor antigo para algum plano longo, como por exemplo o semestral. Aos poucos vai acontecendo o reajuste dos valores mensais, tendo espaço para aplicação de valores menores dos planos, porém, com a garantia de uma margem de lucro satisfatória.

Muito sucesso!

Mais dicas como essas estarão disponíveis no curso que o Jorge Vieira acaba de lançar – Treinamento EP 1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *