Agregue atividades funcionais ao treinamento de Pilates

Muitos estúdios, além de investir nos equipamentos tradicionais do Pilates, apostam também em aparelhos que possibilitam a realização de exercícios de treinamento funcional.

Uma das vantagens ao empreender nesse diferencial para o estúdio de Pilates é que as atividades se complementam, trazendo benefícios bastante específicos aos praticantes. Enquanto o método de Joseph desenvolve consciência corporal, alinhamento postural, tonificação muscular, melhora da respiração, coordenação motora e aumento da flexibilidade, o treino funcional, por sua vez, auxilia na perda de peso, aumento de força, volume dos músculos e resistência, desenvolvendo um grande trabalho cardiorrespiratório.

Mas como aplicar isso de forma efetiva no seu estúdio ou academia? Confira algumas sugestões de equipamentos da linha funcional da MetaLife:

*Core Stix: plataforma com bastões de resistência encaixáveis, permitindo um treino completo de força e resistência, além de trabalhar com o sistema cardiovascular e a musculatura central do corpo (core);

*Plank: equipamento portátil e multifuncional que pode ser utilizado com os mais diversos tipos de público – de gestantes à pacientes de reabilitação. Trabalha com movimentos do Pilates clássico e treinamento funcional;

Unindo as duas técnicas, você tem um efeito mais global no organismo, proporcionando ainda mais saúde e qualidade de vida aos seus clientes.

Gilberto Alcides tinha muito peso para perder e estava sedentário há alguns anos. Portanto, ele precisava começar devagar, ir preparando o corpo. Assim, começou com o Pilates e apenas alguns movimentos de Funcional. Foi aumentando a intensidade aos poucos. Seis meses após iniciar as atividades, Gilberto relata grandes avanços. “Sinto melhoras bem significativas, principalmente na postura e na respiração. Além disso, já consigo executar diversos exercícios de Treinamento Funcional que antes jamais imaginaria que seria possível”, conta ele, que já eliminou cerca de 20 quilos.

A Fisioterapeuta Andreia Fornaro, especialista em Fisioterapia Esportiva e Terapias Manuais, explica que é preciso periodizar e respeitar cada indivíduo dentro dos princípios de treinamento desportivo. “Os movimentos que compõem o Pilates e o Treinamento Funcional, quando realizados dentro de uma biomecânica correta, poderão trazer os benefícios necessários ao praticante, seja ele um atleta, um desportista ou uma pessoa sedentária que queira ingressar na atividade física. As variações de exercícios tornam o treinamento de força seguro para iniciantes, crianças, adolescentes e adultos idosos, sendo desafiador o suficiente para atletas experientes”, conta Andreia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *