Estúdio fechado: medidas de contingência!

Estúdio fechado – e agora?

 

Seu estúdio está fechado? Conheça algumas medidas de contingência apresentadas por uma das profissionais mais renomadas na área, dona de cursos voltados à gestão e ao treinamento de gestores de estúdios de Pilates: Tatiana Capoani.

Me sinto no livro “o ensaio sobre a cegueira” do Saramago ou num daqueles filmes de fim do mundo que lotam os cinemas. E eu aposto que você também.

Quem poderia imaginar que pudéssemos em 2020 ficar presos nas nossas casas sem poder abrir nossos estúdios para as aulas? Sem atender nossas sessões de fisioterapia pois o contato físico é perigoso? O fato é que nunca paramos para pensar que algo pode nos parar: uma doença, um incêndio no nosso estúdio, um acidente… afinal somos muito jovens, saudáveis… e cheios de energia para o trabalho! E então você vai vivendo um dia após o outro, sem planejamento, e de repente: você não sabe como vai fazer para manter os custos do seu estúdio e nem da sua casa.

Calma, esse momento requer respiração e AÇÃO!

Seu estúdio está fechado? E agora? Com um pouco de calma você vai ver que as crises são ótimas oportunidade para encontrar soluções e aprender tudo aquilo que você não tem tempo no dia a dia corrido. É hora de se reinventar. Você pode até achar que sou otimista demais. Estou só tentando tirar o melhor e te inspirar nesse momento difícil para todos nós. Acredite, eu também estou tendo que me reinventar

Paralisação e desespero não vão te ajudar, então conte com a sua rede de contatos e não fique passivo diante disso tudo. Os dias difíceis não vão durar para sempre e você tem que estar preparado para se adaptar à nova realidade e para o futuro no retorno ao seu estúdio.

O oxigênio da sua empresa é o seu caixa. Mas de portas fechadas como é que faz? O que você pode fazer agora para continuar respirando?

É hora de ser superempreendedor

Especialmente se você for um profissional autônomo trabalhando sozinho, essas medidas serão fundamentais – você é a sua empresa. E se você trabalha em um estúdio também pode ser empreendedor lá dentro!

  • O que é ser empreendedor na empresa em que você trabalha? É achar soluções que ninguém pensou; é resolver problemas: do chefe, do supervisor, dos colegas; é sugerir mudanças que melhorem as condições de trabalho de todos, desde a organização, layout, modelos de aulas, eventos, desafios, comunicação interna entre a equipe, vender para os visitantes, criar conteúdo para os alunos, estudar e trazer o conteúdo para a equipe; otimizar processos; até propor soluções que tornem o ambiente mais agradável, rico, alegre e produtivo para todos.
  • Tudo isso que você poderia ter feito numa situação normal precisa ser posto em prática agora – isso vai tornar você um profissional melhor e diferenciado no mercado.

É a sua chance de sair melhor dessa crise – calma – ação, qualificação e visão.

Medidas anti pânico!

Ter criatividade – fazer diferente do que está todo mundo fazendo.

Como continuar os atendimentos com o estúdio fechado? Você terá que entrar na casa do seu cliente pela internet.

Todo mundo está na internet – esse vai ser o seu lugar de ação

Mantenha contato e conexão com os seus clientes: aulas online ao vivo ou gravadas, exclusivas para seus alunos

  • Olha só a importância de você ter uma boa condução da aula por voz de comando!
  • Avaliação funcional é importante porque agora a sua maneira de avaliar seu aluno será pelo movimento e pela percepção dele de dor, desconforto, prazer, cansaço… e você achava que não precisaria dessa habilidade hein?
  • As aulas precisarão de um bom planejamento para e fazer parte de uma estratégia eficiente de verdade: agora não teremos espaço para enrolação!
  • Você vai precisar entender muito para adaptar os movimentos para a realidade de cada um além de saber facilitar e desafiar o aluno na medida certa.
  • Vendas e retenção – se você ainda não sabe nada sobre isso, ou faz isso intuitivamente, já passou da hora de você aprender técnicas para ser mais eficaz e converter mais alunos com as suas aulas, ainda mais agora que você vai fazer isso pela internet e todos serão concorrentes!
  • Você precisa ter um Contrato e compor planos de aulas para vender para seus alunos.

Você precisa dedicar tempo para ter um Contrato e elaborar seus planos de aulas. Isso é muito importante!!

  • O seu contrato tem que ser mais do que um conjunto de regras de reposição de aulas. Ele deve prever os deveres da empresa e do cliente, as condições de cancelamento, multa, entrega do serviço, pagamento, férias, suspensão das aulas, extensão de plano…
  • Planos de aulas – é isso que vai garantir a previsibilidade do seu caixa! Se você tivesse planos ativos estaria dormindo bem melhor agora. Ter planos de aulas é muito vantajoso para você e para o seu aluno. Você oferece um preço interessante e pode se planejar por meses, tanto para fazer seu aluno se desenvolver como para definir as estratégias e rumos da sua empresa. Isso vai te manter vivo e apto a fazer uma reforma, investir em mais equipamentos e contratar pessoas, tirar férias, ter lucro, realizar sonhos… além disso, muitas pessoas só persistem na atividade física se elas se comprometem financeiramente (somos humanos, e todos nós fazemos isso!)
  • Tem gente que tem contrato mas não tem plano – não adianta muito, pois um contrato para 1 mês te protege de quase nada.
  • Recebimento mensal é uma porta para a inadimplência, o cliente abandona por qualquer motivo e você fica sem previsibilidade de caixa, além disso você vai gastar uma super energia para administrar tudo isso e ter que vender para o mesmo cliente todo mês. Você pode poupar a sua energia para outras atividades.

 Negocie seus custos da empresa e pessoais, reduza custos ao máximo para ganhar fôlego, inclusive se você pegar empréstimo – mas cuidado, tenha um fluxo de caixa para honrar!

  • Sobre Fluxo de caixa – isso é fundamental para o seu planejamento – tem que estar organizado porque se você pedir dinheiro agora sem saber como será seu fluxo pode ser perigoso e você pode sair pior dessa crise do que entrou.
  • Pegue seu extrato dos últimos 3 meses do seu negócio, coloca numa planilha na ponta do lápis para saber seu custo médio mensal – o Sebrae disponibilizou tudo de graça (não tem desculpas) e você também pode pedir ajuda para o seu contador. Assim você saberá do quanto precisa, se precisa e se poderá pagar.
  • Antecipe os recebíveis – as operadoras de cartão podem ter taxas especiais nesse momento (negocie!) para baixar as taxas e antecipe os seus recebíveis para manter seu negócio respirando.

 CALMA…

 Se você não tem um fluxo de caixa dá para começar agora! Na próxima matéria vou te apresentar algumas soluções e, se você pensar um pouco mais, vai conseguir encontrar outras outras idéias interessantes e que servem ao seu negócio.

Fiquem bem, contem comigo sempre!

Um grande abraço,


Tatiana Capoani
Fisioterapeuta, especialista em melhorar a capacidade física das pessoas e aperfeiçoar profissionais do movimento.

Um comentário em “Estúdio fechado: medidas de contingência!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *