A cada R$ 100 em compras de acessórios ou peças aqui no site, em até 2 dias úteis você ganha um cupom para qualquer arte digital decorativa no valor de R$ 24,90. Promoção válida até 30/09/2020.

Fechar X

Gestão eficaz em momentos de crise

Gestão em momento de crise: é possível realizar uma gestão eficaz?

O momento é crítico. Independente do setor em que se atua, seja indústria, comércio, ou como no nosso caso, prestação de serviços. O cenário atual, repleto de alarmes e notícias tristes, nos traz um misto de insegurança, ansiedade e medo. Como proprietários ou profissionais de um nicho como o nosso, podemos afirmar que temos os mesmos desafios, situações e pontos de atrito com clientes e fornecedores nesse momento tão peculiar de crise, ou seja, estamos no mesmo barco.

A verdade é que, independente do momento ser desfavorável, temos algumas ações específicas na gestão que necessitamos desenvolver para garantir a sobrevivência. Nisso está incluso buscar ajuda, informações, alternativas e, principalmente, união. Segundo Napoleon Hill em seu livro Quem pensa Enriquece, “Toda crise, traz consigo a semente de um benefício equivalente”. Sendo assim, cabe a nós olhar de maneira criativa e encontrar oportunidades em meio as adversidades. É momento ideal para quebrar paradigmas, re-avaliar nosso negócio, re-estruturar e inovar, sabendo que não existe fórmula mágica, nem receita de bolo, mas sim estratégias de redução de danos e, sendo otimistas, até crescimento. Nesse artigo iremos abordar ações para isso.

Relações x estúdio x momentos de crise

Como empreendedores do ramo do Pilates, vamos imaginar nosso estúdio sendo sustentado por um tripé de relações fundamentais que temos em nossa empresa:

– Relação do estúdio com as finanças;

– Relação do estúdio com os clientes;

– Relação do estúdio com os colaboradores;

 

I – RELAÇÃO ESTÚDIO X FINANÇAS

Essa prática deve estar no topo das rotinas administrativas e fazer parte da gestão de qualquer empresa, independente do seu tamanho, e não só nos momentos de crise. A saúde financeira norteia as decisões estratégicas, investimentos e, principalmente, nos oferece indicadores da saúde do negócio. Ações para o período de crise em virtude da pandemia:

– Separar recursos PESSOAIS de recursos do NEGÓCIO:

Isso é algo básico na gestão. O empreendedor deve saber diferenciar o que realmente pertence ao seu negócio daquele montante que tem como retirada para usos pessoais. Separar despesas da pessoa física x pessoa jurídica é um pré-requisito para saber realmente como está o desempenho do seu negócio. Trata-se de uma ação primária, onde aqueles que já a tem como rotina, com certeza terão o seu negócio muito mais administrável em momentos de crise. Dê a importância devida ao fluxo de caixa e leve isso para a vida.

– Manter apenas o ESSENCIAL:

Cortar gastos supérfluos também faz parte desse momento de crise. Isso envolve tanto as finanças pessoais quanto as finanças do negócio. Você é o investidor principal do seu negócio, é importante também cortar custos pessoais para, caso haja necessidade, investir capital com objetivo de preservar sua empresa. Esse é o momento propício para ações como renegociação de aluguel, condomínio e redução do seu plano de telefonia/ internet por exemplo.

– Entender a importância dos planos LONGOS:

Quem fez a lição de casa nesse aspecto, com certeza encontrará menor dificuldade para preservar alunos e conseguir acordos futuros. Se você ainda não oferece essa possibilidade é o momento de mudar e traçar uma estratégia para oferecer planos trimestrais, semestrais e até mesmo anuais.


II – RELAÇÃO STUDIO X CLIENTES

O momento atual de crise é de acolhimento e compreensão, pensemos nisso antes de tomar atitudes relacionadas aos nossos clientes. O objetivo é, independente da opção em se manter ativo ou não, preservar as portas abertas e uma boa relação com os mesmos. Algumas possíveis ações para o atual momento:

– Oferecer aulas online:

É possível utilizar aplicativos para chamada de vídeo como o Zoom, WhatsApp, Instagram, vídeos ao vivo pelo YouTube ou até mesmo aulas gravadas. A ideia aqui seria reduzir os danos ao final do plano, diminuindo o número de reposições e até possibilitando a renovação dos planos através desse novo formato. Preserva-se os horários e a agenda segue normalmente, porém com atendimento online. Lembre-se, não foi uma escolha sua suspender as atividades do estúdio, então essa é uma alternativa para continuar cuidando do bem-estar e oferecendo resultados aos seus clientes, mesmo durante a crise.

– Suspensão dos planos com renovação prorrogada:

Alguns clientes naturalmente podem se opor a aulas online, especialmente os mais idosos que não tem muita familiaridade com meios tecnológicos ou demandam maior atenção pessoal de seus instrutores. Nesse caso a primeira oferta será: manter o plano ativo e prorrogar a sua renovação segundo o período de quarentena. Lembre-se: acolhimento e compreensão. Se ainda assim o cliente não estiver disposto, a saída será oferecer o cancelamento sem multa/ taxa de rescisão de seu contrato, pode também convidá-lo para realizar uma aula online com o objetivo de mantê-lo engajado e receptivo.

– Re-ativar ex-alunos:

O momento de crise é propício também para buscar contato com ex-clientes ou pessoas que já fizeram contato em seu estúdio, seja através de uma visita ou aula experimental. Oferecer as aulas online para esse público é uma vantagem que de outra forma não teríamos. Quem sabe um cliente que se mudou, já não terá a objeção da distância, ou aquele que não tinha tempo, agora poderá ter pela mudança generalizada das rotinas.

III – RELAÇÃO ESTÚDIO X INSTRUTORES

Esse é um ponto delicado visto que as formas de remuneração são diversas: CLT, comissão percentual ou valor recebido por aula. Aqui os acordos mútuos e compreensão ditam o diálogo. Migrar seus colaboradores para atendimentos online é uma alternativa viável com o objetivo de manter o fluxo de caixa e atendimentos. Renegociar valores e formas de pagamento também são importantes nesse momento, é necessário ter empatia sim, de ambos os lados, tanto como é fundamental a sobrevivência do seu negócio para que se mantenha de portas abertas após tudo isso passar.

Entendo que as situações são muito específicas conforme seu modelo e a situação do seu negócio pré-pandemia, no entanto essas são algumas ações aplicáveis na realidade de muitos estúdio durante a crise, visto que se tratam de pontos de atrito comuns, independente de região ou cenário econômico. E você, o que achou dessas estratégias para aplicar durante esse momento? Como tem conduzido seu negócio durante esse período tão crítico?

Comente aqui no post e contribua conosco!

Nanndo Garbelotti
Pilates Coach & Consultoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *